quinta-feira, 30 de julho de 2009

Forgive Me

Basta esse pequeno gesto, de ambas as partes- um pedindo e o outro aceitando, para resolver toda essa situação amarga senão o ressentimento os afastará para sempre. Este é realmente um caso clássico de que dinheiro não traz felicidade…

quarta-feira, 29 de julho de 2009

 Homem-Aranha

Homem-Aranha também é Maxine e nesse momento está investigando um suposto encontro dos dois no prédio onde moravam juntos há pouco tempo…

terça-feira, 28 de julho de 2009

justamente quando mais precisava de você..

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Eles não querem ver o que milhões vêem e sentem!

domingo, 26 de julho de 2009

Homenagem ao casal Maxine ao som de "Solidão de Amigos" cantada por Jessé nesse período em que os dois estão magoados e afastados um do outro por absoluta imaturidade.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Ela carrega seus sonhos..

 Fran na Quem

terça-feira, 21 de julho de 2009

A noite é solitária quando não estou com você

Don´t ask me how I have got this footage

domingo, 19 de julho de 2009

To All Of You Who Are Suffering For Any Reason

Max. you´ll have so much to learn yet

sexta-feira, 17 de julho de 2009

 Help

With a little help from their friends (Maxines)

terça-feira, 14 de julho de 2009

Ela pode ser a bela ou a fera…

I´m stand by Fran

domingo, 12 de julho de 2009

Michael Jackson´s favorite song I dedicate to Odele Souza

Sarneyzação

Depois do Mensalão, a falta de ética do PT aponta para a Sarneyzação do partido que está partido mais do que nunca.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

 Obama

RIO - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que participa em Áquila, na Itália, da reunião do G-8, grupo das nações mais ricas do mundo mais a Rússia, enfrenta um momento difícil em termos de popularidade. Seis meses após o início de seu mandato, duas pesquisas divulgadas hoje mostram que a lua de mel com a população pode estar chegando ao fim. Nesta quinta-feira, em um momento de descontração durante a cúpula, Obama foi fotografado olhando na direção de uma mulher - no flagrante, o presidente francês, Nicolas Sarkozy, aparece sorrindo. A mulher não foi identificada pelas agências de notícias.

Apesar da enorme barriga do nosso Presidente logo atrás a mulher parece está mais interessada nele…

Saint Michael

No momento que é grande a curisodade popular para saber onde está o caixão de Michael Jackson e onde será enterrado, ou se será cremado e suas cinzas jogadas sobre o rancho Neverland, eis que ele surge na parede de um bar em Cabedelo na Paraíba com direito a romarias dos incrédulos e postulante ao título de primeiro Santo Pop da história. Em pouco tempo surgirão estórias de “milagres” atribuídos a Santo Michael: aleijados soltando as muletas e dançando “Thriller”, mudos cantando a plenos pulmóes “Black or White” e surdos voltando a ouvir depois da dona do bar atacar de DJ botando “Billy Jean” na carrapeta! Jamais imaginei que Padim Ciço pudesse ter um rival tão famoso…

Fonte : http://www.portalcorreio.com.br/noticias/matLer.asp?newsId=89800

domingo, 5 de julho de 2009

Mark singing this smashing hit

sexta-feira, 3 de julho de 2009

anaviperina2s

Ana exibindo sua nova pele de víbora, recém-mudada nesse Inverno, com todo seu veneno.

Dawkins

Os que conhecem Richard Dawkins só pelo título de “o maior ateu do mundo” e suas batalhas com os religiosos podem pensar que se trata de um homem agressivo e amargo. Mas, como mostram algumas passagens de seus livros, o biólogo evolucionista britânico soube usar de humor e de clareza em sua participação na Flip para defender por que não tem motivos para acreditar em Deus.

Na noite desta quinta-feira (2), ele conversou com o jornalista Silio Boccanera e também respondeu perguntas da plateia sobre seus trabalhos, em especial “Deus, um delírio”, best-seller que provocou bastante polêmica pelo mundo.

“Há a percepção de que você não pode criticar as religiões”, disse Dawkins, “e isso faz com que tudo que você fale contra soe agressivo”.

Em uma de suas tiradas humorísticas, dignas de uma comédia do igualmente  britânico grupo Monty Python, o evolucionista ironizou a primazia da religião como origem de tudo: “Quer dizer que foi assim na Bíblia? Moisés trouxe uma tábua escrita ‘Não matarás’ e o povo que ouvia disse: ‘puxa, realmente essa é uma boa ideia”.

“Algumas pessoas argumentam que a religião traz consolo e conforto, mas isso não torna o que ela prega uma verdade. É como quando você vai ao médico: alguns querem saber se o caso é grave e outros não”, disse o britânico, que vestia na palestra uma camiseta florida de turista em férias no Brasil.

Em uma das partes mais aplaudidas pela platéia da Flip, Dawkins disse: “É um desperdício terrível viver a sua vida pensando no que vem depois”. Não desperdice a única vida que você tem.”

Ele também falou sobre a questão do ateísmo e do uso do termo "bright" (algo como "iluminado") para designar os ateus, de forma a facilitar a aceitação das pessoas. Apesar de não ver ainda bons resultados quanto ao eufemismo, ele diz que não imagina porque não possa ajudar - assim como o uso do termo "gay", ao invés de homossexual, teria facilitado o crescimento do movimento.

Dawkins também disse acreditar que seu livro "Deus, um Delírio" é uma obra gentil e engraçada em relação à religião, mas que não é encarada assim por muitos críticos. Afinal, diz ele, "crescemos em um mundo no qual toda crítica à religião é considerada uma enorme ofensa". Ele reafirmou sua convicção de que as religiões oferecem apenas males ao homem --o que não significa que todas as pessoas religiosas sejam essencialmente más --, uma vez que fazem com que boas pessoas possam cometer ações atrozes. Falou com otimismo do crescimento do ateísmo no mundo [dando como exemplo o sucesso da campanha do "ônibus ateu", para a qual contribui], mas disse não acreditar que viverá para ver um mundo ateu.

Quase ao final da participação da Flip, Dawkins respondeu a mais famosa pergunta que se faz a um ateu. E se você encontrar Deus depois da morte. "Primeiro eu diria: que tipo você é? Um deus grego, um deus asteca, um deus nórdico...?", disse o biólogo, arrancando risadas do público. Depois ele repetiu uma passagem citada em "Deus, um delírio", uma conhecida frase do filósofo Bertrand Russell, para responder a mesma questão: "Não havia provas o suficiente, Deus, não havia provas o suficiente!"

O britânico ainda não deixou de abordar os 150 anos de publicação de "A origem das espécies", de Charles Darwin, ao comentar a clareza do texto, em distinção a textos normalmente feito por acadêmicos.

E quis deixar claro que o fato de ser identificado como darwinista, ou o próprio título de seu livro "O gene egoísta", não significa que ele concorde com a ideia de que "só os mais fortes sobrevivem" para a vida em sociedade: "O nosso cérebro cresceu e evoluiu o suficiente para nos rebelarmos contra essa herança darwinista".

quinta-feira, 2 de julho de 2009

#FORASARNEY NO TWITTER

Sarney O Torto
Lula enquadra PT no apoio ao torto Sarney

Twitter

Marcadores

Contadores

espionando